15 coisas sobre a escrita que eu diria para mim com 15 anos

Por: Andresa Rocha quinta-feira, julho 21, 2016

Não sei se vocês estão por dentro da moda da outra rede social, o Facebook, que é um amigo te dar uma idade passada e você dizer conselhos ao seu “velho eu” quando tinha tal idade. Exemplo: um conhecido sugeriu 12 anos, então você dirá 12 coisas que naquele momento você não sabia, mas que seriam importantes no futuro.

Pois bem, tive a brilhante ideia de adaptar a brincadeira: ao invés de conselhos da vida, darei conselhos sobre a escrita! Para ajudar no desafio, pedi para que a bff me dissesse um número, e lá vamos nós para a minha lista da verdade.

15 coisas sobre a escrita que eu diria para mim com 15 anos:


  1. Leia mais livros ao invés de perder tanto tempo com fanfics, sua escrita melhorará mais rápido. Passe a ter um caderninho de anotações e pare de guardar tudo na cabeça, será sua salvação na hora dos bloqueios. Escutar músicas instrumentais também. Ah, descrições são tão importantes quanto diálogos, pare de tratá-las como a peste negra.
  2. Não desista de tentar escrever histórias originais por achar fanfics mais práticas. Enquanto você não largar os personagens de Crepúsculo, nunca sairá dos “enredos de Malhação”.
  3. Agradeça ao seu padrinho pela melhora que sua escrita sofrerá nos próximos anos. Graças a ele, você irá se interessar mais pelas dicas de escrita, e depois irá querer criar um blog para ajudar as pessoas com as coisas que está aprendendo. As revisões de Enigma que ele vem fazendo com você, será o mais próximo das aulas de escrita criativa que você chegará a frequentar. 
  4. Que tal ambientar Enigma no Brasil ao invés de Amsterdam? No futuro você irá querer fazer isso (depois de mudar a história para os EUA).
  5. Não se empolgue muito no sonho de publicar Enigma pela Editora Underworld (a editora mais fofinha do Brasil, nunca esqueço o slogan </3). Ela irá falir em poucos meses e você vai se poupar da frustração que sentirá logo em seguida. E sabe sua coluna dos sonhos na Capricho? A revista impressa vai fechar também.
  6. Sabe os contos que você gosta de escrever e os concursos que participa? Não desista disso, sério. Talvez você não sofra tanto com os bloqueios de escrita se tiver trabalhos menores e mais “fáceis” para praticar.
  7. Se eu fosse você, compraria livros baratos no sebo na viagem da Disney. Também aproveitaria essa fase com grana pra investir em mais livros. Fará falta no futuro. Ah, e não se esqueça de conhecer a biblioteca do seu colégio de verdade, pare de ficar folheando revistas de fofoca, você não vai ganhar nada com isso, muito menos sentirá falta no futuro.
  8. Seja mais mente aberta na hora de criar seus personagens. Não há apenas héteros, brancos e pessoas americanizadas no mundo. Quando você passar a valorizar a cultura do seu próprio país e a miscigenação, suas tramas serão muito mais ricas e acessíveis.
  9. Sei que está preocupada se alguma editora vai querer publicar uma menina de 15 anos, mas se eu fosse você, me focaria em terminar Enigma primeiro. E, olha... isso não acontecerá tão cedo!
  10.  Nunca, nunca mesmo esqueça seu amor pela escrita, por mais que algumas dúvidas surjam no caminho. Toda vez que não se lembrar de quem você é, lembre-se o que você escreve, e tudo ficará bem.
  11. Não fique tão presa ao que os outros acham dos seus livros, nem escreva de acordo com a expectativa deles para a história. Você aprenderá que seguir o palpite de terceiros é a fórmula certa para uma obra frustrada.
  12. Pare de polir o texto e voltar milhões de vezes para revisar o que acabou de escrever, sério. Talvez Enigma não demore tanto se você não perder o gás de quando teve a ideia para escrevê-lo. Esse foi um dos motivos para o bloqueio letal de meses, o desinteresse pela história.
  13. Que tal você levar o cursinho mais a sério e tentar ler/escrever ficção em inglês? Isso te fará muita falta no futuro e você perderá oportunidades valiosíssimas, pode ter certeza.
  14. Escrever fanfics não era mais fácil que escrever originais. Você tem esses bloqueios porque antes costumava escrever diariamente na pressão de postar todos os dias, e agora não tem que obedecer a prazo algum. Largue esse ócio e estabeleça uma meta diária para alcançar na escrita.
  15. Não desista de Amor de Busu. Essa foi, de longe, a história mais engraçada que você escreveu na vida. Você nunca mais terá o humor e a mão certa para esse livro como tinha aos 15 anos, pode ter certeza! “Amor de buzú é assim... amor de buzú... amor de buzú...”.
Alguém aí se identificou com minha listinha? Que tal fazer a sua própria? Adoraria ler a de vocês também! Se quiser um número é só pedir nos comentários. Para quem não sabe, tenho outro blog focado apenas na escrita, e rola várias dicas legais diariamente, sem contar que podemos conversar sobre isso através da ask e da submit. Me sigam por lá também! <3

Um comentário

  1. gENTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! SUPER ME IDENTIFIQUEI!!! Parece até que fui eu que escrevi hsuahuashusahushauas
    Isso que você falou sobre a pressão de escrever por causa de prazo é tão real, eu sempre falo isso, quando eu tenho um prazo pra finalizar algo, escrevo em poucos dias algo que as vezes levo meses quando não tenho uma prazo. É uma desgraça!
    Nossa, super amei esse post! A identificação rolou forte aqui shauhsauhsau
    Já to te seguindo no tumblr <3


    http://catscantwrite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! Você será respondido em breve.