Por Lugares Incríveis - Jennifer Niven

Por: Andresa Rocha domingo, maio 22, 2016

Título: Por Lugares Incríveis
Título Original: All the Bright Places
Autora: Jennifer Niven
Editora: Seguinte
Número de Páginas: 336
Ano: 2015
Gênero: Literatura Juvenil (Young Adult)
Avaliação: ☁ ☁ ☁ ☁
Sinopse: Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver. Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.

Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.

"— Cara, por que você faz isso?
— Porque todos vamos morrer um dia. Eu só quero estar preparado.

(Finch – Pág. 18)"

Por Lugares Incríveis, escrito pela americana Jennifer Niven, não é para todo mundo. Caso não tenha passado por algum dilema dos personagens ou não conheça alguém que viva/viveu isso, dificilmente irá apreciar a leitura. Também não se deixe levar pela capa infantil e meiga, a história passa bem longe disso, o conteúdo é denso e há uma mensagem forte e impactante por trás.

De todos os livros que já li na vida, esse foi o que mais me identifiquei. Isso chegou a me incomodar um pouco, pois me fez lembrar coisas que preferia ignorar/esquecer, mas, por outro lado, abriu meus olhos para outras questões e novas experiências. 

O livro é narrado na primeira pessoa pelos dois protagonistas: Theodore Finch e Violet Markey. Eles se conhecem na torre do colégio quando ambos decidem pôr um ponto final em suas vidas, mas acabam trocando por uma vírgula. Violet perdeu a irmã e o amor pela vida em um acidente de carro no qual só ela sobreviveu. Finch é complexo e profundo, reflete sobre coisas que as pessoas nem sequer se importam ou acham úteis. Ele enfrenta problemas psicológicos e sua família problemática ignora o fato, pois ninguém sabe lidar com isso.


Enquanto Violet tem a vida "perfeita", pais amorosos, popularidade na escola e um namorado lindo, Finch é a aberração, o cara que sofre bullying em busca de um lugar que se identifique. Ele quem salva Violet na torre, mas no final, quem precisava mesmo ser resgatado naquele dia era o próprio Finch.

Amei o protagonista de cara e seu amor e apreço pelas pequenas coisas da vida (o que me fez lembrar Amélie Poulain <3). Penei um pouco até sentir empatia pela Violet, mas isso foi porque a personagem demorou mais para ser desenvolvida na história. Finch vivia vários personagens: Finch Fodão, Finch Anos 80, Finch Largado... talvez por causa de sua bipolaridade, embora isso não seja dito de forma clara ao longo do livro. Já Violet era a menina que não superou o luto e contava os dias ao invés de vivê-los.

Graças a um trabalho de geografia, os dois começam a andar juntos em prol do projeto, e a atividade é conhecer os lugares mais incríveis de Indiana. Para Finch, isso é muito mais que um dever de escola, é uma verdadeira aventura. A cada lugar visitado, ele mostra a Violet que o importante não é o que você leva, e sim o que você deixa. Aos poucos, ele desperta novamente o interesse da garota pela vida, ao mesmo tempo em que ele encontra em Violet uma escapatória para a sua.

Esse livro abre nossos olhos para a doença silenciosa que é a depressão. Finch tem um problema, precisa ser ajudado, mas todos acham que isso faz parte de sua personalidade excêntrica, quando a coisa vai muito além disso. Ele some, aparece quando quer, é acompanhado por profissionais no colégio e até expulso da instituição, mas ninguém liga para ele. O próprio personagem sabe que não está bem, porém tem medo de procurar ajuda e ser rotulado por transtornos, isto é, deixar de ser Theodore Finch e se tornar depressão, bipolaridade, ansiedade e etc. Ele tenta mascarar ao máximo seus pensamentos suicidas e carrega essa dor sozinho, corroendo-o a cada dia que passa.

Violet o inspira a ser uma pessoa melhor, a se tratar, a não se deixar apagar novamente, mas com o tempo nem isso o anima mais, e esse é o momento (mais doloroso) que o livro se torna pura realidade: na vida real, o amor não é suficiente, ele não se basta, diferente do que é retratado em algumas ficções. Gostei bastante da forma que o romance foi desenvolvido aos poucos, acompanhamos a relutância de Violet em se aproximar de Finch até o ponto que eles descobrem o amor, nada de paixões avassaladoras ou à velocidade da luz. Nada também de apelidos melosos como “querida”, “anjo” ou “amor”; Violet se torna a Ultravioleta Markante do Finch, e esse foi, de longe, o apelido mais fofo e criativo que li na ficção. <3


O livro deixou a desejar na caracterização física dos personagens. Finch e Violet são descritos bem por cima e não dá para imaginá-los muito bem, porque é rápido e não é relembrado ao longo da história. Já os personagens secundários nem tenho noção de como são, fora os melhores amigos de Finch, que são descritos como um garoto negro e a menina tem cabelo em tons de rosa e vermelho. Isso me incomodou bastante ao longo da leitura, pois muitas vezes eu lia imaginando vozes sem rostos, sem referência. Fiquei surpresa quando acessei o site oficial do livro e dei uma olhada no face claim dos personagens escolhidos pela própria Jennifer, nunca ligaria os personagens aqueles rostos.

Confesso que fiquei com um pé atrás ao saber que o livro se passava no ensino médio (algo que já estou saturada), mas a autora soube utilizar o high school sem torná-lo maçante nem ofuscar o real sentido da história. Os personagens que até então eram estereotipados nos surpreendem, e a sensação de estar lidando com pessoas reais e com problemas reais ao longo do livro é gritante. Eu queria abraçar Finch e dizer que ele não estava só, a forma como ajudou Violet a sair do fundo do poço só deixou claro a complexidade do cara. Ele pedia ajuda em silêncio, mas tinha medo do que poderia acontecer caso alguém de fato o escutasse, por já ter passado por algo semelhante quando mais novo.
"— Porque não é mentira se for como você se sente. (...) Às vezes, Ultravioleta, as coisas são como verdade pra gente mesmo que não sejam.
(Finch – Pág. 169)"
Esse com certeza foi um livro adorável, me levou algumas (muitas) lágrimas, e me fez querer sair que nem louca para conhecer melhor minha própria cidade. Por Lugares Incríveis também provou que Young-Adult pode sim ter uma mensagem legal para nos passar, e sobre o final, se o livro não tivesse terminado daquela forma, Jennifer não teria conseguido passar um terço do que queria com a trama. O fato também da autora já ter sofrido alguns problemas relatados no livro, além de conhecer pessoas que enfrentaram o mesmo mal, só deixou a história ainda mais fidedigna à realidade de uma pessoa com depressão.

Indico a história para todos que já tiveram um momento ruim na vida, ou estão tendo, principalmente se for um problema psicológico ou luto, e assim como Jennifer deixou claro na Nota da Autora: “Você não está sozinho. Não é sua culpa. Existe ajuda para você.

O livro será adaptado para o cinema, com Elle Fanning no papel principal, escolhida pela própria Niven como face claim de Violet. Para quebrar seu pobre coraçãozinho já estraçalhado pelo livro, quero dizer que houve um Finch na vida da autora. Visitem o site dela, além de ter extras do livro, há um conteúdo bem legal para quem sonha em ser escritor (a).

Ps.: a capa brasileira do livro dá 10 a 0 na original.
Ps2.: Centro de Valorização da Vida (CVV): www.cvv.org.br. Telefone: 141.



15 comentários

  1. Estou viciada no seu blog!! Pelo amor de Deus como você escreve bem!!
    Acho que eu me identificaria bastante com o livro.
    Um abraço ^-^

    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, moça! <3 Esse livro é muito lindo, mas a carga emocional por trás é imensa! Leia quando estiver a fim de refletir sobre a vida. ;)

      Excluir
  2. Oi, tudo bom?
    Ainda não li 'Por Lugares Incríveis', mas minha expectativa é grande. Gostei muita da sua resenha e o layout do seu blog é demais.
    Abçs,
    Arthur

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Tudo sim, e por aí?
      Em termos de sentimentos e emoções, eu achei o livro completo, não mudaria uma vírgula! Obrigada, moço! <3
      Beijão. ;)

      Excluir
  3. Voce escreve muito bem =D
    Já li e adoro esse livro !!
    Ótima resenha...

    www.chaeamor.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Camila! Ele é lindo, não é mesmo? <3

      Excluir
  4. Ah meu Deus, que livro perfeito. Estou louca por este livro! Vou roubar de você (risos). Me apaixonei, de verdade pela resenha. E esse quote aqui: "Porque não é mentira se for como você se sente. (...) Às vezes, Ultravioleta, as coisas são como verdade pra gente mesmo que não sejam." faz jus a muitos de meus pensamentos. Espero ler em breve. : 3

    Beijos,
    http://blogcestlavieamour.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu bebê não!!! Tive uma sorte danada com ele, fui na Saraiva e o encontrei por acaso, mas o canto do livro estava um pouco danificado, mas fui olhar o preço do mesmo jeito, e tipo assim, era apenas R$15 reaaaais! Não era edição econômica nem nada. Daí fui perguntar a vendedora se não havia outro e ela me disse que esse era o último da loja, muito louco. Levei logo, né, difícil achar livros normais por menos de 20 reais nas lojas físicas da Saraiva.
      Leia sim e me conte o que achou depois, ok?
      Beijão. <3

      Excluir
  5. Muito lindo esse livro,quero ele para mim,a resenha ficou perfeita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, moça! É um livro belíssimo mesmo, traz uma mensagem incrível para nós.

      Excluir
  6. Tenho muita vontade de ler esse livro! :((((( amei seu post!!!!

    www.garotaveneta.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse foi um dos melhores que li na vida! Muito amorzinho e significativo para mim. <3

      Excluir
  7. Adorei a resenha! Como sempre escrita perfeita! O Livro parace ser muito bom mesmo, eu quero ler o quanto antes, sério...

    #Quero_o_Livro_Pra_Mim ><

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é incrível, fala bastante sobre o que a gente tem vivido no momento... Vale a pena ler!

      Excluir

Obrigada por comentar! Você será respondido em breve.